MERCADORES ENTRE PORTUGAL E CASTELA NA IDADE MÉDIA

MERCADORES ENTRE PORTUGAL E CASTELA NA IDADE MÉDIA

VAZ DE FREITAS, ISABEL

22,00 €
IVA incluido
Disponible (Entrega en 24/48h)
Editorial:
TREA EDICIONES
Año de edición:
2005
Materia
HISTORIA / GEOGRAFIA
ISBN:
978-84-9704-194-2
Páginas:
248
Encuadernación:
bolsillo
Estado:
Disponible
22,00 €
IVA incluido
Disponible (Entrega en 24/48h)

Este livro, dedicado ao público empenhado em conhecer as andanças do homem nos finais da Idade Média, surge na sequência de estudos desenvolvidos sobre a fronteira e sobre os contactos entre os reinos Peninsulares medievais. As reflexões, nele contidas, referem-se uma realidade há muito esquecida, e procuram revelar atitudes quotidianas da população, disposições políticas de um corpo central e das suas relações com a comunidade, traçar as feições de terras e gentes que distintamente marcam territórios que se aproximam em vontades, em desejos e em comportamentos. Ambicionam conhecer como vive e convive o homem em torno da fronteira, o interesse que este coloca nas vias comerciais que cruzam terras raianas, que mercadorias fomentam as trocas, o que se produz de interesse para o reino vizinho, o que procura o homem quando se desloca ao mercado, como obtém os produtos que mais necessita, como trabalha a matéria-prima disponível para fazer face à oferta e à procura, a que materiais tem acesso o homem comum, e muitas outras vivências de um quotidiano diverso em sentimentos e expressões.
Neste universo centrado em torno dos inícios do século XVI detectaram-se os mercados mais populares, as feiras mais frequentadas, as vias mais utilizadas, os nomes de desconhecidos que, um após outro, construíram o que somos hoje e desenharam as cidades e vilas que marcam o nosso espaço e a nossa cultura. Peças fundamentais para o crescimento de um reino que se comporta entre as crises e a abundância.
Trilharam-se alguns destinos, sentiram-se alguns desafios de homens e mulheres que tentam sobreviver ou enriquecer. Modos de vida que conhecem como únicos, apesar das grandes dificuldades pessoais e colectivas. Provas de esforço que hoje podemos apreciar.

Artículos relacionados

  • GAVÀ 1700-1810
    CAMPMANY GUILLOT, JOSEP
    CONSULTAR DISPONIBILIDAD
  • UN HOMBRE MIL NEGOCIOS
    RODRIGO, MART­N
    CONSULTAR DISPONIBILIDAD
  • EL CULTO A LOS MÁRTIRES NAZIS
    CASQUETE, JESÚS
    "Una muerte ejemplar tiene aún más valor que una vida ejemplar", decía un manual de conducta de las SA. En el curso de tres lustros, los nacionalsocialistas se hicieron con el control de las calles en Alemania y acabaron con la victoria en las urnas. En un principio su ideología no era original (se basaba en la tradición nacionalista y antisemita alemana del siglo XIX) y, sin e...
    Disponible (Entrega en 24/48h)

    22,00 €

  • 1064, BARBASTRO
    SÉNAC, PHILIPPE / LALIENA CORBERA, CARLOS
    ¿La toma de Barbastro, en 1064, fue un ensayo de lo que serían las Cruzadas o solo un episodio más de la Reconquista? Primavera de 1064, un ejército cristiano cruza los Pirineos en ayuda del joven rey Sancho Ramírez I de Aragón tras la muerte de su padre, Ramiro I, caído un año antes en la toma de Graus. Es un ejército "internacional", formado por varios millares de hombres de...
    Disponible (Entrega en 24/48h)

    18,00 €

  • LAS BRIGADAS INTERNACIONALES
    TREMLETT, GILES
    CONSULTAR DISPONIBILIDAD
  • 11 DE MARZO DE 2004
    CABRERA, MERCEDES
    CONSULTAR DISPONIBILIDAD